Páginas

domingo, 11 de julho de 2010



Eu tive sorte, eu tive azar e hoje eu tenho certeza. Perdi muito tempo da minha vida tratando como prioridade quem me trata somente como opção. Não mais, estou numa nova casa, numa nova vida e não quero mais sofrer a humilhação de ainda chorar lágrimas de sangue pelo simples fato de você não se importar.
Sinto muito por todo o meu tempo perdido e pelas vezes em que fui dormir vencida pelo cansaço e sem água no corpo, de tanto chorar.
Acabou. Minhas melhores amigas só dizem que sou burra, que sou ótaria e que não irão mais me consolar pela mesma pessoa. É hora de transcender. Ainda que eu jamais vá esquecer as coisas boas (e ruins) do tempo em que passamos juntos, a maior parte de mim sabe que é um erro continuar insistindo em algo tão estúpido. Amar não é o bastante, precisa ter respeito e isso, meu bem, já se perdeu entre nós a tempos.
Sem mais lágrimas, sem mais angústias, sem mais amores mal resolvidos que só sabem me ferir. Pensando apenas no que é melhor pra mim, vivendo cada dia e descobrindo que os pedaços do meu coração ainda podem formar uma célula revolucionária.
Hoje, amanhã e sempre, de agora em diante, transcendendo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário