Páginas

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Brasil de [des]respeito.


Antes de começar o post, quero me desculpar por qualquer ofensa que possa causar.

Recentemente o cantor (se é que pode ser chamado de música o que ele emite) Flo Rida gravou o clipe da música "Turn Around" na cidade do Rio de Janeiro. Sinceramente, é difícil expressar o que eu senti ao ver tamanha barbaridade, mas posso garantir que é uma mistura de raiva, indignação, náusea e ódio. Nesse video são mostradas várias mulheres em biquinis quase inexistentes, posições humilhantes e cenas vulgares enquanto o dito "cantor" difere frases como "5, 4, 3, 2, 1 gotta make that booty go" (tem que rodar essa bunda). E faz menções sexuais com suas dançarinas.
O que mais me revolta são essas moças, tão jovens, que se propuseram a gravar este absurdo por uma quantidade insignificante de dólares e uma oportunidade, mesmo que depreciativa, de aparecer na televisão.
Além das cenas, na letra desta música podemos notar que Flo Rida trata de nossas mulheres como prostitutas, mandando-as "pegar a grana e fazer o show".
Como queremos algum respeito lá fora com essas imagens rodando o mundo? Não é atoa que muitas de nossas brasileiras sejam humilhadas, desrespeitadas e mal vistas no exterior, mesmo que estejam apenas estudando ou trabalhando.
São barbaridades como essa que fazem a imagem que todo gringo tem do Brasil: prostíbulo.
Somos possuídores de praias lindas, paisagens explendidas, mata intocada e vistas irretocáveis e ainda assim tudo o que mostram de nosso país é um monte de bundas rebolando e fingindo sexo com uma parede.
Me entristece ver a pobreza de moral que existe em nosso país e a forma como algumas pessoas, possuídas pela certeza de que seu dinheiro e sua fama compram qualquer coisa, se aproveitam disso para acabar ainda mais com o pouco respeito que nos tinham.

Como queremos ter algum crédito no exterior se nem mesmo nossas mulheres, conhecidas por serem não só bonitas, mas guerreiras, dedicadas e batalhadoras não se dão ao devido respeito e expõem nosso país dessa forma?
Não importa se você é brasileiro, estrangeiro, Flo Rida ou o diabo a quatro, o mínimo que deve ter, como ser humano, é respeito pelo próximo, independente de sexo, cor, raça ou nacionalidade.

Um comentário:

  1. Adoro isso em ti. Tu toma posição e tem a tua idéia formada. Parabéns! :3

    ResponderExcluir