Páginas

domingo, 21 de novembro de 2010

Homofobia já era.


Somos considerados animais racionais, inteligentes e conscientes desde que evoluimos de macacos para seres capazes de fazer uma fogueira. Mas até onde vai essa racionalidade? Episódios como o da semana passada, quando cinco adolescentes - alguns da minha idade, inclusive - espancaram covardemente um garoto pelo simples fato de ele ser gay.
O que passa na mente de pessoas como essas? O que leva jovens em pleno século XXI a terem atitudes como tal?
Se Deus é contra o homossexualismo, então Ele também é contra o amor, e o amor é livre. Não escolhe cor, raça, idade ou sexo, ele simplesmente acontece.
Com tantas atrocidades acontecendo no mundo, tanta gente em situações deploráveis, por que então revoltar-se com algo tão natural?
Talvez alguns de nossos "racionais" ainda não tenham se dado conta de que já passou da hora de transcender nossos conceitos e ainda não tenham percebido a dimensão do amor entre duas pessoas do mesmo sexo que, acredito eu, é maior até do que o de um casal considerado "normal". Pois ele tem que passar por muito mais desafios, muito mais provações. Amar alguém considerado errado para você requer uma coragem irretocável, o que com certeza os torna muito mais homens do que cinco covardes tentando se provar melhores com uma lâmpada na mão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário