Páginas

sábado, 22 de maio de 2010

Banho de chuva


Alguém sabe o real significado da palavra saudade? O dicionário define como "lembrança nostálgica e, ao mesmo tempo, suave, de pessoas ou coisas extintas, acompanhado do desejo de tornar a vê-las e/ou possui-las", mas seria só isso?
Quem não tem saudades da infância, dos pais, do cobertor, do amor ou dos amigos que moram longe?
Querer de volta não é pecado, precisar ver de novo, tocar de novo não é idiotice, é só saudade. E que palavra bonita essa, que só existe em português e que é sempre singular pra quem sente.
Eu sinto saudade. Saudade da minha vida, dos meus amigos, dos meus pais, do meu "sem definição atual". Mas mais nostálgico do que isso, só a imensa falta que eu sinto de mim mesma. Daquela Tanara meio baixinha, de aparelho nos dentes, vestida quase como um menino. A que andava de skate sem ter medo dos machucados, comia qualquer coisa sem se preocupar com a balança, só tinha amigos meninos, andava sempre com eles e ninguém olhava com aquela cara de "já pegou quantos dessa rodinha?".
Acho que todo mundo tem saudades de si, ainda que goste da sua face atual. E não é errado querer ter onze anos de novo só pra se esconder no armário e assustar quem passa ou apertar uma campainha e sair correndo de vez em quando. Coisas que já não nos permitem, porque estamos velhos demais, cansados demais, ocupados demais, limitados demais.
Por que sou chamada de louca pelo simples fato de adorar banho de chuva, comer balas de banana ou dançar na rua ás vezes? O que me impede? O que TE impede de fazer o mesmo?
Vai pra galera, meu filho! Dê o seu mosh interior no que te limita! Bora ser feliz sem se importar com quem te olha feio, diz que tá errado ou pensa mal de você! Quem te criticca, no fundo admira a sua coragem de se expressar, de não se importar, de viver.
Quando a gente é criança, acha tudo lindo, faz o que dá vontade sem pensar nas consequências. Tudo bem crescermos, não acharmos mais tudo lindo, termos vontades que não podem MESMO virarem realidade, pensarmos bem no próximo passo e acordarmos de ressaca, crescer também tem seus reveses.
Agora, meu querido, vai mesmo passar o resto da vida acordando Tavares (as três da tarde, com sono e mal humorado)?
Transcende, criatura, transcende!

Nenhum comentário:

Postar um comentário